História da Empresa

Surgimento da Empresa

Odair Azul e Neusa Parreira Azul, fundadores da Indústria Alvorada, se conheceram , casaram e resolveram montar um negócio.


Ela enfermeira e normalista, ele marceneiro, abriram uma mercearia, da qual ela tomava conta. E através dessa comércio em 1971 abriram a Industria de móveis com o nome fantasia INDUSTRIA ALVORADA.


Essa empresa era composta por 22 funcionários e com suas obrigações legais todas em dia. Recebemos até certificado da Receita Federal, parabenizando-nos ,pela assiduidade e comprometimento com as contribuições mensais.


Tudo ia muito bem, até que um dia o destino nos mostra para que viemos a esse mundo.


Surgiu uma grave enfermidade em meu esposo, onde me vi sozinha para comandar a empresa , auxiliá-lo nessa doença e cuidar de três filhos adolescentes!!


Foi quando os médicos me disseram que para ele não tinha mais tratamento; mesmo assim continuei lutando com fé e consegui paralisar a empresa sem nenhuma dívida. Fechei as portas da Indústria e fui cuidar da saúde de meu esposo. Com isso fomos morar em uma fazenda para que ele se sentisse melhor, tudo isso aconselhado por um grande amigo médico que cuidava de nós como um pai.

 

Passado 8 anos, meu esposo falece. Volto a morar em Goiânia e a empresa abandonada. 

 

Passados 3 anos após seu falecimento, minha filha Claudia Parreira Azul convidou a mim e meus outros 2 filhos para reabrir a empresa. Ela propôs uma Empresa de montagem e locação de estandes, não só de móveis.


Então fui até a junta comercial para verificar os procedimentos e eles me informaram que a empresa não era LTDA, por isso, não tinha como reabri- la, então por ela não ter nenhuma divida foi fechada; (Empresa nascida em 1971 e fechada em 2003 - com 30 anos de mercado no mesmo endereço) e aberta outra empresa com outro CNPJ, mas com o mesmo nome Industria Alvorada LTDA em 2011 no mesmo local.


Eu e minha filha fizemos uma sociedade e montamos a ALVORADA EVENTOS ( nome fantasia). Estamos muito felizes com o resultado de nosso negócio e pedimos a Deus que nos abençõe hoje e sempre.